E os cosméticos festejam! As edições limitadas de fim de ano | Novidades #2

Para quem gosta de cosméticos, nada melhor do que encerrar o ano dando uma olhada nas edições limitadas que algumas marcas lançaram para comemorar esta época festiva e iluminada! Não dá para ter tudo (até porque a maioria nem chegou por aqui, buá), mas é sempre bom ficar de olho nessas fofuras.

Selecionei algumas para mostrar aqui, vamos lá?

A’pieu x Doraemon

O Doraemon já é o garoto propaganda da marca coreana há algum tempo, mas só recentemente ele ganhou uma coleção natalina.

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Skinfood x Snoopy

Apesar de não referenciar decorações natalinas, esta edição limitada também foi lançada em novembro já de olho nos presentes que são trocados nas festas de fim de ano.

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Laneige Lucky Holiday

A coreana buscou nos jogos de cartas a inspiração para sua coleção de fim de ano.

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Innisfree Sweet Holiday

A Innisfree lançou uma coleção com muita coisa! Tem creme para as mãos, esmaltes e adesivos para unhas, aromatizadores e velas para o ambiente, tem até uns brinquedos para montar (no estilo Lego), tudo super temático nas tradicionais cores verdes e vermelho. Para ver mais detalhes, dá uma olhadinha no Facebook: on.fb.me/1LA3QDW

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Etude House Snowy Dessert

A Etude se inspirou nos biscoitos natalinos e criou uma coleção super fofa em kits com blush, gloss, lápis de sua linha Play 101 com cores de edição limitada e até uma caneta com globo de neve.

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Tony Moly Sweet Holiday

Aqui, a inspiração também veio dos biscoitos natalinos, o que eu acho uma apelação porque não tem como não ficar super fofo! :D

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Guerlain Winter Fairy Tale

Saindo da Coreia do Sul, marcas que também sempre lançam edições limitadas são as francesas. Gosto de ficar atenta à Guerlain porque as edições exclusivas do pó Météorites são especialmente lindas.

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

L’Occitane x LINE

A L’Occitane do Japão lançou na primeira semana de dezembro um kit em parceria com o aplicativo coreano de mensagens LINE (o mais usado no Japão) com 3 manteigas de karité estampadas com os personagens do app: Brown, Cony e Sally. Também não tem temática natalina mas aproveita este momento de troca de presentes. ;)

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Blog Valeu a Compra - Feliz Natal!

Boas festas a todos, até o próximo ano!

Beijinhos,
Van

Este post não é um publieditorial.

Os 3 diferentes tipos de hidratantes: você sabe reconhecer?

Sempre comento, aqui no blog, o quanto a hidratação tópica é importante para a pele e como alguns problemas e condições de pele são erroneamente tratados de outra forma quando podem ser melhorados ou solucionados com o uso correto do hidratante.

Você sabia que hidratante não é tudo igual? Muita gente, hoje, já sabe que aquele creme corporal com cheirinho maravilhoso chamado de “desodorante hidratante” não é, de fato, um hidratante de verdade, capaz de manter sua pele hidratada, macia e protegida. Ele é perfeito para quem quer ficar perfumado, e só.

Mas, mesmo quando a gente olha para os “hidratantes de verdade”, cremes mais potentes, muitas vezes sem fragrância, e que conseguem proteger, devolver ou manter a hidratação da pele, há diferenças. Este produtos possuem funções bem distintas  e as diferenças estão profundamente relacionadas aos ingredientes principais da fórmula. Confira:

Umectantes

As loções umectantes têm a capacidade de atrair, absorver e manter por perto as moléculas de água. Por si só, este tipo de creme não hidrata a pele, mas se aplicado após o banho, quando a pele já está umedecida, consegue manter a pele hidratada por mais tempo. Após o banho, aliás, é o melhor momento para aplicar este tipo de produto.

Uma outra vantagem destes produtos é que muitos ingredientes que têm características umectantes acabam apresentando outros benefícios à pele, como é o caso do mel e da aloe vera (conhecida popularmente como babosa) que são, ambos, antioxidantes e anti-inflamatórios.

Portanto o mel, a aloe vera, a glicerina, o colágeno e a ureia (esta última compõe, em diferente concentração, toda a linha Ureadin, que já usei em meus focos de psoríase e é ótima) são alguns exemplos de ingredientes que fazem parte deste grupo.

Blog Valeu a Compra - Os 3 tipos de hidratantes

Oclusivos

Os produtos desta categoria não hidratam a pele mas criam uma barreira protetora que impede a perda de água, que é o principal problema de quem tem pele desidratada e ressecada. As peles oleosas não sofrem muito com falta de hidratação justamente porque os óleos produzidos agem como uma película protetora que evita o escape da hidratação natural da pele. Boa notícia para quem tem pele oleosa: os sinais de envelhecimento, como as linhas finas, demoram mais para chegar.

É preciso tomar cuidado com os produtos oclusivos porque se eles forem aplicados com a pele seca e desidratada, este quadro se agrava. O produto impede que um agente hidratante penetre na pele depois. O melhor uso para esta categoria de hidratante é nutrir a pele antes com um bom ingrediente específico para isso (preferencialmente após o banho, com a pele ainda úmida) e selar a hidratação com o ingrediente oclusivo.

São exemplos deste grupo os óleos minerais (como o Johnson’s Baby) e demais derivados do petróleo como a parafina e a vaselina; o silicone, a lanolina (extraída de lã de carneiro e presente no tradicional creme Nívea), a cera de abelhas, a lecitina (extraída de soja ou da gema de ovo) e as manteigas extraídas de plantas e frutas (manga, coco, karité).

Blog Valeu a Compra - Os 3 tipos de hidratantes

Emolientes

O hidratante emoliente é o único que posso dizer que hidrata de verdade. Os ingredientes deste grupo conseguem penetrar na pele e preencher as “lacunas” secas entre as células, o que não só deixa a pele mais macia e hidratada como melhora sua flexibilidade.

Os emolientes também possuem uma pequena característica oclusiva, impedindo a hidratação de “fugir” da pele, mas esta oclusão é bem mais fraca e dura menos tempo com relação aos oclusivos reais. Os cremes e loções emolientes tendem a ser menos espessos e, consequentemente, mais fáceis de espalhar do que os oclusivos.

Assim como alguns ingredientes umectantes, os emolientes também costumam apresentar alguma nutrição adicional à pele. E os produtos desta categoria apresentados em forma de óleo criam uma barreira protetora que previne o ressecamento.

Os ingredientes mais comuns deste grupo são os óleos vegetais (amêndoas, argan, coco – o óleo, já que a manteiga é oclusiva – jojoba, oliva, maracujá, uva, etc), que podem ser encontrados como óleo ou como parte da formulação de cremes e loções (para quem não gosta da textura do óleo). Quando parte da fórmula, é bastante comum as marcas cosméticas usarem mais de uma planta na composição.

Blog Valeu a Compra - Os 3 tipos de hidratantes

Qual a melhor forma de se hidratar, afinal?

Claro que cada tipo de pele merece um cuidado com produtos e ingredientes diferentes e o melhor conselho deve ser buscado junto a um dermatologista. Mas penso que uma regrinha pode ser tirada desta lição: os umectantes requerem a pele previamente umedecida, sendo ótimos para usar após o banho. Os emolientes podem ser aplicados depois dele, quando a pele já estiver secando, e são ótimos candidatos para serem levados na bolsa e reaplicados durante o dia. Os oclusivos podem ser usados depois da hidratação principal (após a aplicação do umectante e emoliente depois do banho) e direcionados apenas às áreas mais ressecadas do corpo, como calcanhares, joelhos e cotovelos.

Outro ponto é que alguns fabricantes misturam, num mesmo produto, ingredientes de 2 ou dos 3 grupos. Aqui vale o que sempre falo no blog: ler, pesquisar, se informar é sempre válido, mas não tenha medo de testar os produtos para encontrar aquele que melhor se adapta à sua pele e à sua rotina.

Para saber mais, dê uma olhadinha nos livros Korean Beauty Secrets: A Practical Guide to Cutting-Edge Skincare & Makeup de Kerry Thompson e Coco Park e The Little Book of Skin Care: Korean Beauty Secrets for Healthy, Glowing Skin da Charlotte Cho.

É isso!

Beijinhos,
Van

Este post não é um publieditorial.

Os 10 passos da rotina coreana de cuidados com a pele

Finalizei, no post anterior a este, uma série de artigos que explora um pouco do mundo coreano de cuidados com a pele (no final deste texto há uma tabela com todos os passos e os links para cada artigo). Mas por que se inspirar nesta rotina e nos cosméticos coreanos?

Blog Valeu a Compra | Introdução aos cosméticos coreanos e onde comprar

Para os coreanos, cuidar da pele e preocupar-se – bastante – em mantê-la com ótima aparência vai além de uma rotina de 10 passos ou de produtos específicos. Na Coreia do Sul, hidratar e nutrir a pele, protegê-la do sol com protetor solar e guarda-sol, consumir chá antioxidante para prevenir o envelhecimento precoce, tudo isso faz parte de um verdadeiro modo de vida.

Tem-se, então, uma demanda voraz e, principalmente, bem informada sobre cosméticos. Lá, mais importante que termos tecnológicos e milagrosos nos rótulos, cheios de letrinhas que ninguém entende, é a lista de ingredientes: cada coreano conhece muito bem sua própria pele, sabe quais ingredientes são melhores para cada condição a ser tratada e não tem medo de testar produtos e seguir ajustando sua rotina.

Blog Valeu a Compra - Rotina coreana de cuidados com a peleNa outra ponta, obviamente, tem-se uma indústria extremamente competitiva e rica em inovação. Não existe, do lado dos consumidores, lealdade a uma marca. Existem produtos e ingredientes que funcionam melhor em cada caso e os consumidores sabem disso. Para satisfazer este exigente mercado, a indústria coreana atingiu a excelência no que diz respeito à capacidade tecnológica de desenvolver e entregar novos produtos num curto período de tempo. Hoje, muitas marcas ocidentais já mantém um olho aberto na indústria cosmética coreana, fato que ficou muito claro com o advento, do lado de cá do globo, dos BB creams (que não foram inventados lá mas foram amplamente desenvolvidos lá, para saber mais leia este post). Neste ano, a Lancôme correu contra o tempo e se tornou a primeira marca fora da Ásia a desenvolver uma base cushion. Falei sobre isso também neste post.

Mas olhando apenas para a rotina que seguem, o principal objetivo dos cuidados com a pele é a hidratação. Uma pele bem hidratada é uma pele saudável, sem manchas, radiante (ela fica com um aspecto de strobing mesmo sem maquiagem) e com aparência menor de poros e linhas finas. Os coreanos sabem que, apesar da indústria tecnológica que lá há, não existe um creme milagroso que vai apagar rugas e manchas ou sumir com a acne. O que existe é a cultura da prevenção dos problemas de pele e a disciplina.

Vimos que, apesar de muitos passos e produtos, a rotina não é trabalhosa nem demorada e é muito gratificante porque os resultados começam a aparecer rapidamente. Com apenas uma semana não há, ainda, uma mudança visual perceptível mas já é possível notar uma melhora na textura da pele, melhora esta que fica evidente quando se aplica maquiagem. Uma pele mais hidratada, uniforme e “lisinha” precisa de menos maquiagem, os produtos deslizam mais fácil e são melhor absorvidos, e o resultado da make é muito melhor. Com duas semanas, já há uma mudança visível no aspecto da pele.

Um ponto super positivo da rotina é que, justamente porque ela possui várias etapas e produtos, quando é preciso fazer algum ajuste não é preciso trocar todos os produtos. Aqui no ocidente, quando alguém quer tratar uma pele muito oleosa com acne, por exemplo, é comum usar todos os itens da rotina para este fim: sabonete para pele oleosa, tônico adstringente, hidratante sem óleo, protetor solar em gel. Na rotina coreana, não. Os produtos têm formulações muito suaves e, identificado o tipo de pele (que só sofre alterações ao longo de anos), pode-se passar muito tempo com os mesmos produtos de limpeza, o mesmo tônico, a mesma essência, alterando, pontualmente, um sérum ou um hidratante, quando necessário.

Para segui-la não é preciso, necessariamente, recorrer somente às marcas coreanas mas algumas categorias de produto só existem na Ásia, por enquanto, como é o caso da essência.

Segue, abaixo, um quadro com o link para todas as etapas que descrevi nos posts anteriores. Apenas para referência, identifiquei, no quadro, quais destas etapas sigo na minha rotina diurna e quais sigo na rotina noturna. Mas como mencionei no post inicial da série, a melhor amiga desta rotina é a observação: estude e entenda sua pele, observe como ela responde aos cuidados e vá fazendo testes, alterando produtos e ajustando quantidades, até encontrar o melhor roteiro para você.

etapa manhã/noite link
Introdução: o livro que me inspirou a escrever os posts
Valeu a Compra - rotina noturna Limpeza com óleo
Valeu a Compra - rotina diurna Valeu a Compra - rotina noturna Limpeza com espuma
Valeu a Compra - rotina noturna Esfoliação
Valeu a Compra - rotina diurna Valeu a Compra - rotina noturna Tônico
Valeu a Compra - rotina diurna Valeu a Compra - rotina noturna Essência
Valeu a Compra - rotina noturna Sérum e/ou ampola
Valeu a Compra - rotina noturna Máscara hidratante
Valeu a Compra - rotina diurna Valeu a Compra - rotina noturna Creme para área dos olhos
Valeu a Compra - rotina diurna Valeu a Compra - rotina noturna Creme ou gel hidratante
10ª Valeu a Compra - rotina diurna Protetor solar

Quer saber onde comprar cosméticos coreanos? Confira este post.

Beijinhos,
Van

Este post não é um publieditorial.

Rotina coreana de cuidados com a pele: hidratar e proteger

Atenção: este post faz parte de uma série que explica todas as etapas da rotina utilizada pelos coreanos para cuidar da pele e foi inspirado no livro The Little Book of Skin Care: Korean Beauty Secrets for Healthy, Glowing Skin de Charlotte Cho. Se você ainda não viu o meu texto que fala sobre o livro e que faz uma introdução sobre este tema, recomendo fortemente dar uma olhadinha nele antes de prosseguir aqui. Acesse o texto inicial neste link.


Etapa anterior: tratar

A hidratação é o grande objetivo desta rotina. Todas as outras etapas existem apenas para preparar a pele para receber o hidratante, para potencializar e aumentar a eficiência da hidratação. Uma pele hidratada é mais radiante, mais uniforme e com uma melhor aparência das linhas finas, quando elas existem.

Mas não pense você que coreanos aplicam o hidratante no rosto uma vez ao dia e só. Charlotte Cho explica, em seu livro, que há uma verdadeira cultura de hidratação na Coreia. Além do clichê de se tomar bastante água (que por si só não garante a hidratação correta da pele), a hidratação tópica é quem realmente entra em cena e faz a diferença nas peles por lá. Ela conta que no escritório da Samsung onde trabalhou quando morou na Coreia, cada funcionário tem seu próprio pequeno umidificador pessoal na mesa. E, claro, os produtos utilizados para hidratação são vários e compreendem mais de um passo na rotina. Vou abordá-los, todos, neste post.

As máscaras de hidratação

Conheci as máscaras coreanas depois da minha primeira compra em um site coreano de cosméticos. Enviaram-me algumas como brinde na compra. Eu não sabia direito do que se tratava, li as instruções (que estavam também em inglês) e usei – pronto! Bastou para se apaixonar por este tipo de produto.

Trata-se de uma máscara de poliéster ou de hidrogel que vem em embalagens individuais embebidas na solução hidratante. É um boost de hidratação perfeito para quando a pele está precisando de uma ajuda emergencial, para antes de uma maquiagem mais elaborada ou, simplesmente, para fazer seu papel nesta rotina e ajudar a equilibrar e manter a hidratação pela qual se batalha tanto aqui.

Como usar?

A máscara de hidratação deve ser utilizada uma ou duas vezes por semana sempre depois da essência ou, caso esteja usando um, do sérum, preferencialmente na rotina noturna. O tempo de utilização varia dentre as máscaras e dentre as marcas, mas elas sempre requerem, no mínimo, 10 minutos de aplicação. Portanto, planeje-se, neste dia sua rotina não será tão rápida.

Abra a embalagem e retire cuidadosamente a máscara. As máscaras para o rosto (inteiro) são, normalmente, uma folha oval de poliéster ou hidrogel com os recortes que devem ser posicionados sobre olhos, nariz e boca. Mas também existem máscaras pontuais: para área sob os olhos, para bochechas, testa, boca, as dobrinhas da lateral da boca até o nariz, para pescoço, etc. No caso da máscara para o rosto, depois de retirá-la da embalagem, desdobre com cuidado e posicione sobre o rosto acertando os tais recortes.

Agora é hora de relaxar. Deite-se, principalmente se a máscara for de hidrogel para que ela não escorregue, e espere o tempo de ação, normalmente de 20 a 30 minutos (veja na embalagem). Passado o tempo, retire a máscara e, antes de jogá-la fora, você pode aproveitar o resto da solução hidratante que ficou nela (ou mesmo no pacote) e aplicar no rosto e pescoço. Massageie até que a sobra de produto seja absorvida pela pele. Pronto! Prossiga com sua rotina.

Produtos recomendados pela autora no livro

  • Manefit Bling Bling Hydrogel Mask;
  • Tony Moly My Little Pet Eye Patch;
  • Skinfood Hydro Fitting Snail Mask Sheet;
  • Banila Co It Radiant Lace Hydrogel Mask Sheet.

Produtos que utilizo

Raramente compro máscaras. Ganho muitas delas como brinde nas compras. É até difícil eleger uma favorita porque todas que usei, até hoje, foram incríveis. Para quem quiser comprar, os sites coreanos (para acessá-los veja o final deste post) costumam ter muitas promoções para este tipo de produto, oferecendo, por exemplo, pacotes com 10 envelopes de máscaras com bastante desconto.

Blog Valeu a Compra - Rotina coreana de cuidados com a pele

Para ver meu post sobre o Gold Racoony, hidrogel para área dos olhos, clique aqui.

A hidratação da área dos olhos

A pele em torno dos olhos é mais fina e mais delicada do que no resto da face e bastante suscetível às linhas finas, bolsas e marcas arroxeadas de cansaço ou olheiras. Por tudo isso, os cremes específicos para esta região costumam ser como séruns ou ampolas, ou seja, mais concentrados em seus nutrientes, além de,  ao mesmo tempo, possuírem formulações mais suaves (com menos chance de desencadear alergias e/ou irritações).

Já mencionei em outros posts que os cosméticos coreanos costumam ser bastante gentis com a pele. Vários dos produtos das etapas anteriores – como o tônico, a essência, o sérum, e até a emulsão hidratante que consta neste post a seguir – podem e devem ser utilizados na região dos olhos. Sendo assim, este passo acaba tornando-se opcional e deve ser seguido apenas se, no seu caso, a hidratação não estiver sendo suficiente com os outros produtos ou se houver um achado pontual que mereça atenção, como linhas muito marcantes ou olheiras (estas últimas precisam, primeiramente, de bastante sono).

Como usar?

O conselho mais importante na aplicação de qualquer produto nesta região é: esbanje delicadeza! Não esfregue, não pressione demais. Com a pontinha do dedo (preferencialmente o dedo anelar para empregar menos força), deposite pontinhos de creme na área sob os olhos, dê uma espalhadinha rápida e bem de leve e, depois disso, dê umas batidinhas (novamente, BEM de leve) para que o produto seja absorvido.

Com mais um pouquinho de produto, faça, agora, movimentos circulares em volta de todo o olho (inclusive pálpebra superior), evitando passar perto demais da linha d’água para não causar irritação.

Consulte a embalagem para saber se seu creme entra apenas na rotina noturna ou se deve ser utilizado duas vezes ao dia. Dependendo dos ingredientes, pode ser necessário redobrar a atenção com o protetor solar nesta região ou aplicar o creme somente à noite, como é o caso de alguns ácidos anti-idade.

Produtos recomendados

  • Skinfood Royal Honey Eye Cream;
  • Banila Co It Radiant Brightening Eye Cream;
  • Etude House Moistfull Super Collagen Eye Concentrate.

Atualmente, não estou usando o creme para região dos olhos na minha rotina mas já encomendei o Multi Function Formula Snail Repair Eye Cream da Mizon, que está a caminho.

A hidratação do rosto

A hidratação é a parte mais importante da rotina noturna e todos os passos anteriores existem apenas para garantir que ela ocorra da forma mais eficiente possível.

Além do creme hidratante convencional e das máscaras de hidratação, que mostrei no início do post, uma vez por semana é recomendado utilizar o que os coreanos chamam de sleeping pack. Trata-se de uma máscara para ser utilizada enquanto dormimos. Calma: não é uma máscara num formato de folha de poliéster ou um creme verde que vai manchar sua fronha e endurecer seu rosto. É um hidratante, normalmente numa textura de gel, que deve ser aplicado em abundância no rosto, espalhado, e então ele é absorvido e não deixa excessos. Este tipo de produto tem uma concentração bastante alta de ingredientes umectantes e hidratantes apesar de sua textura normalmente mais leve que creme, e garante uma hidratação intensa durante o sono, quando a atividade de divisão celular aumenta, o que faz dessa a melhor hora para fornecer nutrientes e vitaminas para as células. A máscara é retirada pela manhã durante a etapa de limpeza da pele.

Os coreanos utilizam, no mínimo, dois hidratantes em sequência: a emulsão, que tem uma fórmula mais leve, e um hidratante mais potente por cima. Esta dica aumenta a eficácia da hidratação e é seguida não só no oriente, mas indicada por esteticistas no ocidente também. É a carta na manga da maquiadora Bobbi Brown, por exemplo, para garantir uma pele perfeita antes de uma maquiagem mais elaborada.

Não bastasse emulsão, creme hidratante, máscara de hidratação, sleeping pack e umidificador na mesa, os coreanos sempre carregam consigo pequenos frascos de “hidratante líquido”. Os mists, como são chamados, são um líquido enriquecido com ingredientes umectantes que vem num frasquinho com spray para ser espirrado no rosto ao longo do dia. Existem fórmulas mais encorpadas, com mais ingredientes umectantes, para serem usadas no inverno e fórmulas mais leves e com algum ingrediente refrescante, como limão, chá verde ou aloe vera, perfeitas para o verão. E não, não é a mesma coisa que água termal. Eu sempre fui fã de água termal, mas a verdade (paradoxal, mas é verdade) é que apesar dela refrescar e depositar minerais na pele, só água não é capaz de hidratar a pele (porque ela evapora antes de ser absorvida). É necessário haver algum ingrediente hidratante ou umectante para que haja hidratação.

Blog Valeu a Compra - Rotina coreana de cuidados com a pele

Como usar?

Coloque pontinhos de creme nas bochechas, testa, nariz e queixo. Aproveite este momento para massagear o rosto, sempre com movimentos ascendentes, partindo das laterais do queixo em direção às laterais dos olhos, sempre subindo, nunca o contrário. No nariz, parta do centro para os cantinhos. Na testa, parta do centro para as laterais.

Se for usar mais de um hidratante, aplique o mais leve primeiro. Dê umas batidinhas para que ele seja absorvido e, em seguida, aplique o mais espesso.

Uma vez por semana, substitua o creme hidratante diário pelo sleeping pack. Não aplique na área em torno dos olhos.

Ao longo do dia, reforce a hidratação utilizando os sprays hidratantes.

Produtos recomendados

  • Son & Park Beauty Gel;
  • LIZ K Ultra Waterfall Cream;
  • Goodal Super Seed Oil Plus Balancing Emulsion;
  • Missha Super Aqua Cell Renew Snail Cream;
  • Belif True Cream Aqua Bomb;
  • Lioele V-Line Waterdrop Sleeping Pack;
  • RE:P All Night Moisture and Relif Mask.

Produtos que utilizo

Comentei no post sobre o tônico que ainda estou utilizando miniaturas de tônicos que ganhei em minhas compras e que estavam aqui acumuladas. Estas miniaturas vêm em caixinhas, chamadas de starter kits, que contêm, também, uma emulsão da mesma linha. Então, além dos produtos a seguir, eu sempre uso uma emulsão antes.

  • Nature Republic Aloe Vera Soothing Gel: bem leve e refrescante mas que garante uma ótima hidratação apesar da textura levinha. Perfeito para os dias mais quentes;
  • Holika Holika Good Cera Super Cream: hidratante bastante potente. Gosto de usar mais no inverno, ou quando a pele está muito ressecada;
  • Tony Moly Panda’s Dream White Sleeping Pack: máscara para dormir. Apesar da textura bem leve, ela fornece uma hidratação muito potente. Uso duas vezes por semana e adooooro!
  • VDL Beauty Hydro Mist: spray hidratante, bem encorpado, uso em dias mais frios ou quando a pele está mais ressecada;
  • It’s Skin Mini Bebe Mist: spray hidratante, leve e refrescante, perfeito para os dias quentes.

Blog Valeu a Compra - Rotina coreana de cuidados com a pele

Proteção solar

Se o hidratante é a parte mais importante da rotina noturna, o protetor solar é o mais importante da rotina diurna. Além da questão do câncer de pele, o sol é responsável por manchas e pelo envelhecimento precoce da pele. Com tanta discussão em torno disso, todo mundo já sabe que o protetor deve ser usado diariamente mesmo se o tempo estiver nublado. Se você não vai sair, mas estiver perto de uma janela, use protetor. E o protetor tem de ser reaplicado durante o dia.

A atenção deve ser redobrada se você passou por um processo de peeling químico ou se esfoliou a pele. A pele fica mais frágil e exposta após estes procedimentos.

Além do protetor solar, várias maquiagens coreanas (como os BBs creams ou as bases cushion) são “equipadas” com FPS alto (50 é mais comum), o que faz delas um ótimo produto para o retoque do FPS ao longo do dia.

Produtos recomendados pela autora

  • Skinfood Gold Kiwi Sun Cream;
  • Neogen Day-Light Protection Sun Screen SPF 50/PA+++ (vou explicar em um post futuro estas especificações!);
  • Missha All-Around Safe Block Waterproof Sun Milk.

Produto que utilizo

Etude House Sunprise Natural Corrector: além do FPS alto, ele tem um pouquinho de cor que ajuda a uniformizar o tom da pele. É perfeito para dias sem maquiagem ou com maquiagem mais leve porque acaba funcionando, também, como primer.

Quer saber onde comprar cosméticos coreanos? Confira este post.

Beijinhos,
Van

Este post não é um publieditorial.

Rotina coreana de cuidados com a pele: tratar

Atenção: este post faz parte de uma série que explica todas as etapas da rotina utilizada pelos coreanos para cuidar da pele e foi inspirado no livro The Little Book of Skin Care: Korean Beauty Secrets for Healthy, Glowing Skin de Charlotte Cho. Se você ainda não viu o meu texto que fala sobre o livro e que faz uma introdução sobre este tema, recomendo fortemente dar uma olhadinha nele antes de prosseguir aqui. Acesse o texto inicial neste link.


Etapa anterior: pré-hidratar | próxima etapa: hidratar e proteger

Nesta etapa vamos atacar problemas específicos da pele. É aqui que ocorre uma atenção maior se há linhas finas que merecem cuidados, ou se a pele está com acne, ou se há manchas, etc. Não significa que nas outras etapas não há um cuidado específico: pelo contrário. Em cada passo, você pode lançar mão de um produto que, como bônus, ofereça uma característica adicional além de sua função principal. Como mencionei no post anterior, é muito comum, por exemplo, as essências ajudarem a uniformizar o tom da pele clareando as manchas.

O que faz este passo merecer o título de tratar um problema específico da pele é a concentração do produto. Entram em cena os séruns e as ampolas. No ocidente, os séruns já são conhecidos. São líquidos espessos, bastante concentrados, que vêm normalmente num frasco com um conta-gotas. Como ele é muito concentrado, normalmente uma ou duas gotas bastam para aplicar no rosto inteiro. No mercado coreano, além dos séruns existem, também, as ampolas. A diferença que é a ampola tem uma concentração ainda maior de nutrientes (e é, por causa disso, mais espessa ainda). É como se pegássemos a essência e levássemos para ferver, deixando reduzir até que toda água e demais líquidos usados como veículos evaporassem, sobrando apenas um “caldo grosso” super concentrado de nutrientes.

Este passo é opcional e você deve inclui-lo em sua rotina apenas se há alguma preocupação específica que mereça prevenção ou alguma condição específica que deva ser tratada mais intensamente. Você pode, ainda, adotar um sérum ou uma ampola para intensificar as outras etapas e enriquecer sua rotina: manter o tom de pele uniformizado mesmo que não haja manchas muito perceptíveis, por exemplo. Após adotar a rotina coreana, com o passar do tempo você vai perceber que sua pele ficará cada vez mais equilibrada e com menos problemas pontuais que mereçam ser “atacados” (se estiver tudo bem com a sua saúde e não houver nenhum problema adjacente que possa refletir em sua pele).

Como usar?

Um sérum ou uma ampola são apresentados, normalmente, em frascos de vidro com um conta-gotas. Se for este o caso, provavelmente de 2 a 3 gotas de produto aplicadas diretamente na pele bastam para ser espalhadas no rosto inteiro. Se o produto for destinado a um uso pontual, a área sob os olhos, por exemplo, você vai usar uma dose ainda menor. Os séruns e as ampolas entram na rotina, na maioria dos casos, somente à noite. São líquidos sensíveis e alguns devem ser armazenados no refrigerador, leia a embalagem.

Produtos recomendados pela autora no livro

  • Klairs Freshly Juiced Vitamin C Drop Serum: a vitamina C já é famosa por deixar a pele mais radiante. Este sérum ajuda a uniformizar o tom da pele clareando tons arroxeados sob a área dos olhos e cicatrizes de acne;
  • Missha Time Revolution Night Repair New Science Activator Ampoule: melhora a elasticidade da pele e a aparência dos sinais da idade, como as linhas finas;
  • RE:P Ultra Moist Gel Oil: fornece uma hidratação extra para peles extremamente ressecadas, contém óleo das sementes de argan e jojoba.

Produto que utilizo

Blog Valeu a Compra - Rotina coreana de cuidados com a pele

Minha escolha é a Time Revolution Night Repair Borabit Ampoule, da Missha, que restaura a elasticidade da pele, hidrata profundamente as linhas finas para que suavizem e ajuda a clarear manchas. Esta ampola já foi comparada com – e considerada tão boa quanto – o Advanced Night Repair Serum da Estée Lauder, mas na minha opinião ela ganha pela vantagem do preço: aproximadamente 30 dólares a da Missha (50ml) contra 60 dólares do sérum da Estée Lauder (30ml).

Quer saber onde comprar cosméticos coreanos? Confira este post.

Beijinhos,
Van

Este post não é um publieditorial.

Rotina coreana de cuidados com a pele: pré-hidratar

Atenção: este post faz parte de uma série que explica todas as etapas da rotina utilizada pelos coreanos para cuidar da pele e foi inspirado no livro The Little Book of Skin Care: Korean Beauty Secrets for Healthy, Glowing Skin de Charlotte Cho. Se você ainda não viu o meu texto que fala sobre o livro e que faz uma introdução sobre este tema, recomendo fortemente dar uma olhadinha nele antes de prosseguir aqui. Acesse o texto inicial neste link.


Etapa anterior: tonificar | próxima etapa: tratar

Foi muito difícil pensar num título para esta etapa (e talvez eu nem tenha sido muito feliz na escolha) porque este post vai abordar uma categoria de produtos que não existe no ocidente e que é considerada o coração da rotina coreana de cuidados com a pele: a essência.

A essência tem, normalmente, o mesmo aspecto do típico tônico coreano abordado no passo anterior: um líquido transparente, bem próximo de uma água, com fragrância muito suave ou sem perfume nenhum. E é enriquecida com nutrientes que garantem a sua função. Mas que função é esta?

A essência entra na rotina após o uso do tônico, ou seja, após restaurar o PH da pele que pode se desequilibrar com a limpeza, para prepará-la para o verdadeiro cuidado e objetivo desta rotina: a hidratação.

Da mesma forma que uma esponja ou um tecido já umedecidos são capazes de absorver com mais facilidade – do que esponja ou tecido totalmente secos – um líquido que for derramado sobre eles, a essência potencializa o processo de hidratação ao garantir uma hidratação leve e inicial à pele, mas muito eficaz graças à sua textura aquosa e seus nutrientes. E é por causa desta hidratação inicial que ela melhora a comunicação entre as células da pele aumentando, assim, a eficiência dos produtos que vêm a seguir.

Além disso, muitas essências possuem ingredientes naturais fermentados em sua formulação. Os fermentados já são utilizados, há anos, em vários produtos nos mercados japonês e coreano. Estes ingredientes, como o extrato de levedura, por exemplo, conseguem “quebrar” os outros ingredientes ativos de um cosmético fazendo com que os nutrientes e antioxidantes sejam mais facilmente absorvidos pela pele. Por causa disso, a essência também é famosa por ajudar a uniformizar o tom da pele e deixá-la mais radiante ao favorecer o processo de renovação celular.

Como usar?

Coloque algumas gotas generosas do produto numa mão (cuidado ao virar o frasco para não desperdiçar porque ele é bem líquido). Coloque a palma da outra mão sobre esta para umedecer (só encoste, não esfregue) e pressione, de leve, as palmas das mãos contra as bochechas. Conte até 5 :) Você precisa sentir que está depositando o produto no rosto.

Encoste as mãos com o restante do produto na área dos olhos e, depois, no pescoço. Por último, com pouquinho produto, aplique na zona T.

Produtos recomendados pela autora no livro

  • Missha Time Revolution First Treatment Essence;
  • Neogen Code 9 Lemon Green Caviar Essence & Tox Tightening Pack;
  • IOPE Bio Essence Intensive Conditioning.

Produto que utilizo

Blog Valeu a Compra - Rotina coreana de cuidados com a pele

Estou finalizando este frasquinho de 50ml da essência da SK-II que comprei só para conhecer o produto, já que ele é bem caro. Encomendei a Time Revolution First Treatment Essence da Missha (e o tônico também) que a autora indica, está a caminho. Uso o sérum da mesma linha e gosto bastante (é o assunto da próxima etapa).

Onde encontrar?

Por muito tempo, a Facial Treatment Essence da japonesa SK-II reinou absoluta quando o assunto era essência com fermentados. Mas, hoje, a Coreia nos traz uma grande variedade desses itens por um preço bem menor. Dizem por aí que a Intense Care Galactomyces First Essence da TonyMoly é muito parecida com a SK-II, custando 30 dólares o frasco com 150ml contra mais de 100 dólares num frasco de mesmo tamanho da essência japonesa. O filtrado de galactomyces é, aliás, a levedura mais comum nesses cosméticos. Mas também há essências com fermentados de bambu, flor de hibisco, e até água de coco.

As essências e os ingredientes fermentados (e, adivinhe! As essências feitas com ingredientes fermentados) ainda são muito raros dentre as marcas ocidentais. Mas isso está mudando. Depois que a essência da SK-II virou uma queridinha dentre as celebridades americanas, algumas marcas começaram – de forma tímida ainda – a desenvolver esta categoria de produtos. É o caso da Kiehl’s, com a Iris Extracting Activating Essence, lançada em junho deste ano (e ainda não disponível no Brasil), e a Intensive Infusion Treatment Essence, da Tom Ford (que também não tem aqui).

Por enquanto, parece que teremos de continuar recorrendo às opções coreanas. A única essência que encontrei no site da Sephora, por exemplo, é da japonesa Shiseido, custa, no site, R$ 519 (!!!) e está sendo tratada, incorretamente, como hidratante. Mas não desistam! Esta etapa é primordial – talvez a mais importante – para quem quer seguir esta rotina.

Quer saber onde comprar cosméticos coreanos? Confira este post.

Beijinhos,
Van

Este post não é um publieditorial.

Rotina coreana de cuidados com a pele: tonificar

Atenção: este post faz parte de uma série que explica todas as etapas da rotina utilizada pelos coreanos para cuidar da pele e foi inspirado no livro The Little Book of Skin Care: Korean Beauty Secrets for Healthy, Glowing Skin de Charlotte Cho. Se você ainda não viu o meu texto que fala sobre o livro e que faz uma introdução sobre este tema, recomendo fortemente dar uma olhadinha nele antes de prosseguir aqui. Acesse o texto inicial neste link.


Etapa anterior: esfoliar | próxima etapa: pré-hidratar

No mundo dos cosméticos, o tônico talvez seja o ser mais incompreendido… Já o empregaram em várias funções, já lhe deram uma agressiva mistura de ingredientes, já nos ofereceram tônicos coloridos…  Neste post, a gente começa a pisar – enfim! – em solo asiático e a gente vai entender que, lá, os tônicos têm uma função muito bem definida e – como os demais produtos coreanos – é feito a partir de ingredientes que garantem um resultado bastante suave à pele.

Esta etapa da rotina é muito, muito simples, mas ela merece uma historinha.

Por muitos anos, do lado de cá do globo, a palavra tônico foi uma amiga indissociável da palavra adstringente. Durante minha adolescência, há 20 anos atrás, não existia um tônico sequer nas farmácias que não fosse o dito cujo colorido e cheio de álcool.

Todas as minhas amigas tiveram – e usaram até a última gota – pelo menos um kit contra acne daquelas miniaturinhas coloridas que não quero falar o nome =D vocês conhecem? Lembro-me, como se fosse hoje, da sensação de “pele limpa” do sabonete (a pele repuxava, seca… ao menos a oleosidade ia toda embora, certo?). Depois, nós aplicávamos o tônico, esfregando com força um algodão cheio de álcool para – afinal – fazer a tal “limpeza profunda” que era a função dele. Ardia que só… queimava! E todas ficávamos felizes por “sentir” os produtos funcionando.

Tudo errado!

Comentei, durante a etapa da limpeza, que se você sente qualquer incômodo com um produto (a menos que tenha feito um peeling em consultório) é preciso suspender o uso, tentar entender o que houve (reação alérgica? ingrediente errado para o tipo de pele?) e procurar uma alternativa. Se o sabonete causa esta sensação que descrevi, de “repuxar” a pele, não é porque ele equilibrou a oleosidade do rosto, é porque ele é alcalino demais e está ressecando sua pele.

Se o tônico “arde” – aliás, nem vou falar que está errado o tônico causar sensação de queimação. É o seguinte: não se passa álcool no rosto, ponto final. Não importa a condição da sua pele ou o problema que você quer enfrentar. O álcool destrói a vida das pessoas o manto lipídico que protege, via hidratação natural, nossa pele de agentes agressores externos. É uma falsa sensação de limpeza, com efeito temporário. E o pior: o aparecimento de cravos e espinhas é favorecido pela falta de hidratação e com o uso de álcool podemos ter, sim, um efeito rebote.

Tudo, absolutamente tudo no cuidado com a pele do ponto de vista coreano está relacionado com a hidratação. Como já falei várias vezes aqui no blog, uma pele hidratada é uma pele saudável. Às vezes, numa rotina com 8 passos, você pode ter somente um hidratante. Mas todos os outros produtos, todas as demais etapas, existem para potencializar a hidratação, simples assim. E é aí que entra o tônico.

Os sabonetes que utilizamos para limpar o rosto, por mais que a indústria tenha evoluído neste sentido e os produtos sejam suaves, por seu próprio processo de fabricação acabam tornando-se alcalinos. As melhores espumas, com a proposta mais suave, são, no mínimo, só um pouco alcalinas, mas são. E nossa pele do rosto apresenta uma leve acidez (vamos relembrar o PH da aula de química!). Então, após a etapa da limpeza, não só os detergentes presentes no sabonete agridem o manto lipídico como a pele fica com o PH levemente desequilibrado.

O tônico tem uma simples função: restaurar o PH da pele. Só isso. Mas esta função é importantíssima e é indispensável, porque se a pele estiver alcalina não vai aproveitar os benefícios da hidratação que vem a seguir. Os tônicos orientais (que algumas marcas ocidentais já estão “copiando”, para o bem da nação) são, praticamente, uma “aguinha” com o PH balanceado e, muitas vezes, com algum bônus como um ingrediente umectante ou algum princípio antiidade ou, ainda, propriedades que ajudam a clarear manchas. E eles nunca – NUNCA! – têm álcool.

Como fazer?

O tônico é praticamente uma água, alguns até têm uma textura um pouquinho mais encorpada mas eles nunca deixam de ser bem líquidos. Então você pode aplicar de duas formas:

  • umedeça bem um algodão – ou pads de remover maquiagem – e vá pressionando, de leve, no rosto. Não esfregue o algodão, o movimento não é o mesmo que você faz quando remove maquiagem e o tônico não é um produto para limpar a pele, a pele já foi limpa nas etapas anteriores. O produto deve ser depositado e não esfregado. Aplique no rosto inteiro – inclusive área dos olhos – e pescoço;

ou

  • coloque algumas gotas generosas do produto numa mão (cuidado ao virar o frasco para não desperdiçar porque ele é bem líquido). Coloque a palma da outra mão sobre esta para umedecer (só encoste, não esfregue) e pressione, de leve, as palmas das mãos contra as bochechas. Pode contar até 5, se quiser :) Você precisa sentir que está depositando o produto no rosto. Depois das bochechas, dê leves pressionadas no resto da face até que tenha tonificado o rosto inteiro – inclusive área dos olhos – e pescoço. Eu gosto de usar esta forma apenas para não gerar um monte de lixo de algodão e pads.

Com as pontas dos dedos, você pode dar umas “batidinhas” em todo o rosto – como quando aplica creme ou corretivo na área sob os olhos – para ajudá-lo a absorver o tônico.

Produtos recomendados pela autora no livro

  • RE:P Organic Cotton Treatment Toning Pad;
  • Son & Park Beauty Water;
  • Su:m37 Water-full Skin Refresher;
  • Missha Time Revolution Clear Toner.

Produtos que utilizo

Aqui é o seguinte: eu tenho um monte de amostra grátis de tônico que ganhei nas minhas comprinhas nos sites coreanos e que estavam guardadas porque eu não sabia como usar =D

Blog Valeu a Compra - Rotina coreana de cuidados com a pele

Então, depois que li o livro e entendi melhor a rotina, passei a utilizá-los. Até agora, já experimentei, da Skinfood, os tônicos de maçã e de mel (este último tem um cheirinho maravilhoso daquelas balinhas duras de mel) e, no momento, estou usando o da IOPE que deixa minha pele com uma sensação ótima, geladinha e hidratada. Achei o da IOPE levemente melhor que os da Skinfood, mas a marca é beeeeeeem mais cara.

Já encomendei o tônico da Missha sugerido pela Charlotte, da linha Time Revolution, porque uso o sérum e gosto bastante (mas isso é uma outra etapa). O Boticário tem um da linha Active que vai certeiro na proposta de restaurar o PH da pele – com direito a um texto bem claro sobre isso no rótulo do produto. Quero testar, porque já usei o mousse de limpeza desta mesma linha e gostei bastante. O tônico sai por R$ 37,99, frasco com 150ml. A Anna Pegova também tem um, o Tonique Doux que sai por R$ 144 o frasco com 200ml.

Quer saber onde comprar cosméticos coreanos? Confira este post.

Beijinhos,
Van

Este post não é um publieditorial.